“FUGITIVE EMISSIONS” RESULT IN FINANCIAL AND ENVIRONMENTAL DAMAGES

Complexos petroquímicos são constituídos por um grande número de unidades de processo e tanques interligados por equipamentos, dutos e tubulações que transportam os produtos. Os sistemas de vedação impedem que os produtos vazem para fora do processo. Porém, em virtude das características desses sistemas e da perda gradual da estanqueidade, pequenas quantidades do produto escapam sistematicamente para a atmosfera. A perda de produto através da perda de vedação de um equipamento ou componente constitui a denominada “emissão fugitiva”. Quando estas fontes de vazamentos atingem um grande número podem resultar em perdas consideráveis de matérias-primas, produtos intermediários ou finais. Resultam, no final, em prejuízos financeiros e ambientais.

Emissões fugitivas de VOCs (sigla em inglês para Compostos Orgânicos Voláteis) correspondem a cerca de 60% das emissões que são consideradas perdas irrecuperáveis em plantas industriais. O custo ambiental também é expressivo, pois os gases emitidos contribuem para a poluição do ar em áreas urbanas, para a redução da camada de ozônio e para o aquecimento global. No caso dos VOCs, pode ocorrer por exemplo, a reação com óxidos de nitrogênio na presença de luz solar resultando no ozônio troposférico, que interfere no desenvolvimento da flora, irrita o sistema respiratório, provoca o envelhecimento prematuro dos tecidos pulmonares e degrada diversos tipos de materiais.

Continue Reading

Contact us!

QualityAmb

Contact us